Metodologia



A JPPM é formada por um grupo de profissionais das áreas de Pesquisa e Análise de Mercado, Marketing, Publicidade, Estatística, Geografia, Sociologia, Comunicação e Informática.

A JPPM já realizou diversas pesquisas para empresas e para a mídia. Teve alguns de seus trabalhos já publicados, e segue os padrões da metodologia científica.

Os nossos entrevistadores são orientados para dar total liberdade de resposta aos entrevistados, garantindo assim, independência e confiabilidade nos resultados obtidos.

Informações exatas e confiáveis são fundamentais para a análise de fatos e para o planejamento de ações sócio políticas.

As pesquisas realizadas refletem o pensamento do universo pesquisado no período da coleta de informações e podem indicar tendências que devem ser analisados pelos responsáveis pelo Marketing Estratégico de uma campanha, seja ela comercial ou política

Os resultados das pesquisas são obtidos através de entrevistas com questionários para a obtenção de respostas espontâneas e dirigidas.

As pesquisas entrevistam indivíduos de ambos os sexos, faixas etárias, estado civil profissões, níveis de escolaridade e de todos os bairros e região central da cidade. Os resultados obtidos são apresentados através de textos analisados e comentados e de gráficos estatísticos em Excel, Word e Power Point

Desenvolvemos diferentes técnicas de pesquisa quantitativa e qualitativa de acordo com as especificidades de cada estudo:


Pesquisa Quantitativa



A Pesquisa Quantitativa tem como objetivo identificar a presença e medir a freqüência e intensidade de comportamentos, atitudes e motivações de um determinado público-alvo. Ela gera medidas precisas, confiáveis e que podem ser replicadas para o universo estudado, pois se baseia em uma amostra estatisticamente determinada.

As principais técnicas de coleta de dados quantitativos são: entrevista pessoal domiciliar; entrevista por telefone e CATI (Computer Assisted Telephone Interviewing); entrevista presencial assistida por computador CAPI (Computer Assisted Personal Interviewing); questionário online de auto-preenchimento; e entrevista em central location com Intercept (local com alto fluxo de pessoas onde possíveis entrevistados são abordados).

As informações são coletadas por meio de um questionário estruturado, com perguntas claras e objetivas para garantir a uniformidade de entendimento das perguntar e a padronização dos resultados. O relatório de pesquisa quantitativa, além das interpretações e conclusões, disponibiliza tabelas e gráficos que podem ser preparados de forma cruzada de acordo com os diferentes perfis de idade, sexo, classe social, comportamento, etc. desde que haja um número suficiente de respostas em cada uma dessas células.


Pesquisa Qualitativa



A Pesquisa Qualitativa, chamada também de pesquisa exploratória, visa entender e interpretar comportamentos, atitudes e motivações que influenciam ou determinam a escolha de produtos e marcas. Ela é utilizada tanto para aprofundar conhecimentos que já tenham sido quantificados, quanto para montar uma base de conhecimentos para posteriormente testá-los quantitativamente.

Na pesquisa qualitativa, o tamanho da amostra não necessariamente reflete a população estudada do ponto de vista estatístico, mas é um retrato dela.

As principais técnicas de coleta de dados qualitativos são: discussões em grupo (focus group); entrevistas em profundidade (in-depth interview) individuais, em duplas ou em tríades; entrevistas por telefone; e etnografia (observação do comportamento do consumidor no seu ambiente natural: em casa, fazendo compras, na internet, etc).

Esta técnica utiliza um roteiro que estimula os respondentes a pensar e falar livremente sobre algum tema, objeto ou conceito, abrangendo aspectos subjetivos e motivações espontâneas. O produto final da pesquisa qualitativa é um relato analítico do discurso verbal e não verbal do público investigado, que responde aos questionamentos do cliente de forma profunda e fundamentada no depoimento do consumidor.

Entre em contato agora mesmo!